Blog

04-10-2017

Padrão do Salado, um ícone histórico de Guimarães e de Portugal

Padrão do Salado_Largo da Oliveira_Guimarães

Passear por Guimarães é respirar cultura e aprender história. Um exemplo: você sabia que Guimarães tem um dos mais importantes centros marianos do norte de Portugal? É o Padrão Comemorativo da Batalha do Salado, também designado Padrão de Nossa Senhora da Vitória, localizado no centro histórico da cidade e procurado por verdadeiras multidões em dias de romaria e de festas.



O Padrão do Salado, monumento nacional desde 1956, é um dos mais emblemáticos monumentos de Guimarães e uma das obras de maior simbolismo do Portugal medieval. Podemos afirmar que é um monumento histórico único no país, por sua forma e sua arquitetura.

Localizado no Largo da Oliveira, em frente da Igreja de Nossa Senhora da Oliveira, o Padrão do Salado é um alpendre gótico, de planta quadrada e abóbada, que alberga um cruzeiro gravado dos dois lados, uma doação de Pedro Esteves, um mercador de Guimarães, residente em Lisboa, que terá adquirido esta peça na Normandia.

Na cruz podemos ver, de um lado, a imagem da Virgem Maria e, do outro, Jesus Cristo. O fuste apresenta imagens de outros santos, além de inscrições que estarão conotadas com o canteiro.



O Padrão Comemorativo da Batalha do Salado foi mandado construir no reinado de D. Afonso IV para comemorar a participação portuguesa na Batalha do Salado, travada em 1340. Este feito, que estará na origem do cognome “O Bravo” de D. Afonso IV, motivou uma série de construções comemorativas em várias partes do reino de Portugal, sendo o padrão de Guimarães um dos mais célebres.

Confira mais informações sobre o Padrão do Salado em um site sobre patrimônio do Ministério da Cultura do Governo de Portugal: goo.gl/HM7Dyk.

Compartilhe esta matéria nas mídias sociais

Pesquisa